top of page

Que tipo de relação tem com o seu carro?

Já alguma vez pensou nisso?

Parece absurda a pergunta? Mas não é! Efetivamente os donos dos carros desenvolvem com o seu carro uma espécie de relação de apego, de dependência, de vaidade, de companheirismo, de amigo chegado e por aí fora.

Muitos dos donos dos veículos conversam com o seu carro durante as viagens solitárias para o emprego ou para um qualquer destino.

Outros, exibem o carro para a conquista levando os amigos ou amigas a quererem experimentar o transporte.

Ouvem-se musicas românticas, veem-se os aviões e as ondas do mar, experimentam-se beijos e abraços e tantos outras manifestações de carinho.

Estima-se o carro e lava-se bem lavadinho para estar imaculado. Coloca-se o perfume aromatizado e não são permitidas migalhas nem areias.

Outros há, que usam o carro como um escritório. Guardam-se papeis fiscais, recados e apontamentos das reuniões. Está lá tudo!

O carro armazém é também outra modalidade. Nestes encontramos palitos, guardanapos lenços de papel, garrafas de água, cotonetes, areia, pêlo de cão ou de gato, mantas, pedacinhos de bolachas e migalhas de várias espécies.

Seja lá qual for a relação que mantemos com o carro, há algo que todos temos em comum, gostamos de dizer: "o meu carro", não dizemos o carro que eu uso, por exemplo.

Este sentido de posse desenvolve aquela emoção pela marca, aquela paixão pelo modelo e pelos acessórios.

Afinal de contas o carro leva-nos aonde queremos ir.

Que tipo de relação tem com o seu carro?





20 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page